Destaques:


Acompanha-nos no facebook: www.facebook.com/clubejpp

domingo, 30 de março de 2008

Puro Acaso

João Pedro Pais - Puro Acaso

Olha que o acaso anda à espreita
Juro que o vi,
Olha que a sombra nele se deita
Por trás de mim, por trás de ti

Tatua todo o teu corpo escondido
Disfarça todo o teu corpo esquecido
Por sobre nós, oiço uma voz

Pode uma palavra calar e o medo afastar
Tudo num momento
A frase ficar no ar, e um gesto arrasar, numa fracção de tempo

Olha que a noite é vaga e louca
Que nos destrói e não nos poupa…
Sinto que o silêncio nos sufoca
Nos embaraça e nos provoca

Abraça bem de frente todo este cé
Que nos envolve num repente tudo o que é meu
Tudo o que é teu

*

Sem comentários: