Destaques:


Acompanha-nos no facebook: www.facebook.com/clubejpp

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Foto-Reportagem Palmela [15/10]


No passado Sabado, tive o privilegio de assistir a mais um concerto da Tour 2011 do nosso João Pedro Pais, numa sala intimista, com muito charme, e completamente esgotada por um público variado, mas com o objectivo comum de assistir a um concerto dos melhores músicos portugueses.



O João abriu o espectáculo com um tema novo, acompanhado apenas da sua guitarra e do pianista Rui Almeida, onde envolveu cada um de nós, numa balada cheia de sentimento, com versos profundos, como quem partilha mais um capítulo da sua vida.



Os restantes musicos, Mário Peniche, Luiz Arantes e Fernando Tavares subiram ao palco e iniciaram o alinhamento a que já estamos habituados, seguiram-se temas como “A Palma e a Mão”, “Mais que uma vez”, “Sempre Hoje”, “Um Resto de tudo”, com um publico sempre participativo e entusiasta.

O João Pedro Pais dirigiu ainda umas palavras à plateia, onde explicou que o importante para ele são as pessoas, e não os numeros, que só aceita convites de eventos com os quais se identifica, comprovando mais uma vez, que se trata de um musico cheio de alma e paixão por tudo aquilo que faz.



O ponto auge do concerto, foram como já se esperava, os temas “Ninguem é de Ninguem” , seguido de  “Mentira”, dois hinos que o publico acompanhou com toda a sua força, e onde se sentiu ainda mais o calor, e a cumplicidade numa noite também bastante importante para aquela sala de espectáculos.



Para terminar, apenas o João ao piano a interpretar de forma arrepiante o tema de Zeca Afonso “Vejam Bem”.

 Como sempre, seguiram-se os autógrafos e as fotografias com o ídolo de várias gerações, muito bem representadas naquela noite.

Um agradecimento especial a toda a direcção da Sociedade Filarmonica Humanitária de Palmela, a todos os que trabalharam arduamente para conseguir concretizar o concerto, e que tão bem receberam as pessoas que estiveram presentes na comemoração do seu 147º aniversário.

Texto da autoria de Andreia Coropos, fotos retiradas do facebook da SFHumanitaria – Palmela

Sem comentários: