Destaques:


Acompanha-nos no facebook: www.facebook.com/clubejpp | NOVO ÁLBUM DIA 20 NOVEMBRO

sábado, 29 de outubro de 2011

Concerto em Braga (PEB) - crónica

 
Na noite de 28 de Outubro, João Pedro Pais subiu pela primeira vez ao palco do grande auditório do Parque de Exposições de Braga. Aliás, esta foi somente a terceira vez que se deslocou a esta cidade para dar a conhecer-se em cima de um palco, desde o início da sua carreira.

A sua entrada em palco fez-se, com muita pena nossa, com pouco mais de meia casa. Nos corredores até aos backstage (no final do concerto), comentando com alguns residentes naquela cidade encontrava-se muito facilmente a razão para isso. A praticamente nula divulgação do espectáculo (tanto do PEB, como dos patrocinadores) era comentada por todos. E porque nem toda a gente anda pelo facebook, ou visita regularmente o site oficial do JPP, era de prever tal situação… Mas como é sabido, só fez falta quem lá esteve…
João Pedro Pais começou este concerto com uma das suas novas músicas, ainda sem nome, deixando o público em suspenso. Para depois voltar ao seu repertório habitual com uma ou outra situação diferente. Aliás, este foi aquilo que se pode dizer, um verdadeiro concerto acústico. Quase sempre sentado, foi contrabalançando entre as guitarras.

Algumas mensagens importantes que o João, o homem, partilhou com os seus fãs.

- “Apesar de me dar a conhecer em nome próprio, os meus músicos sempre foram, são e serão os seus confidentes. Tal como uma família.”

- “Vocês não são números, vocês são pessoas, são sentimentos, emoções.”

- “Nós cantamos ao vivo, sempre, portanto se nos enganarmos numa letra, numa nota musical… não levem a mal.”

A verdade é que o tempo foi passando… e o fim do espectáculo aproximava-se como se da velocidade da luz se tratasse. Depois de muito pedido dos presentes, João Pedro Pais voltou ao palco directamente para o piano, interpretando sozinho “o mestre, independente dos ideais políticos, o grande Zeca Afonso”. Terminando o concerto com “Nada de Nada”, perante uma plateia de pé.

3 comentários:

Ana Ribeiro disse...

Por momentos fez-me recordar o concerto da Casa das Artes. =). Muito boa crónica. =)

Anónimo disse...

Dizer que o PEB não divulgou é um pouco injusto. Mesmo não sendo organizador do evento, o PEB investiu em passatempos e spots de rádio na Antena Minho e na RUM; enviou press para os órgãos de Comunição regionais e alguns nacionais a anunciar o concerto. Foi tema de destaque no facebook e no site. Ou seja foram utilizados muitos instrumentos de comunicação para uma entidade que apenas alugou o espaço para o evento.

Tenho pena, como fã de cultura e como simpatizante do João, que a sala não estivesse cheia, mas da nossa parte houve empenho para que as coisas não tivessem sido assim.

Ainda assim foi um grande espectáculo!

Cumprimentos,

Hugo Oliveira
Colaborador do PEB

Anónimo disse...

Se o PEB fez isso, que acredito k sim foi insuficiente, px pela cidade nao se viu nada durante este ultimo mes!