Destaques:


Acompanha-nos no facebook: www.facebook.com/clubejpp | NOVO ÁLBUM DIA 20 NOVEMBRO

domingo, 15 de novembro de 2009

Concerto no Coliseu dos Recreios (reportagem de uma fã)

João Pedro Pais grava o seu primeiro DVD e CD ao vivo numa noite memorável e promete “UM VOLTO JÁ”


“ESTÁ FEITO” e com um empenhamento e uma cumplicidade enorme que o João Pedro Pais já nos habitou. Eis o primeiro DVD e CD gravado ontem ao vivo pelo músico.


João Pedro Pais estreou-se no Coliseu de Lisboa com Mafalda Veiga, mas foi a 14 de Novembro de 2009 que se lançou sozinho ao Palco do Coliseu de Lisboa.

A abertura das portas deu-se às 21:10, a essa hora já mais de 400 pessoas faziam fila pela Rua das Portas de Santo Antão.

Na chegada à sala tinha-nos sido reservado, no compasso de espera, uma passagem de slides (em ecrã gigante no fundo do palco) de João Pedro e da sua Banda.

Eram muitas as caras conhecidas para ver o grande músico Português.

Às exactamente 22:17 quando os “Ciúmes da Lua” e o João nos fizeram começar a estonteante e incrível noite que nos aguardava. Foi com “O dia mais longo” que a banda que o acompanha já há alguns anos se juntou ao músico.
Seguiu-se “Não Há” e o tema “Hoje” que João Pedro Pais dedicou ao presente dia e “A todos os que hoje estão presentes nesta sala”.
Diga-se de passagem que este tema foi interpretado pelo músico com uma enorme expressividade.

“Até nunca Mais” é o que nunca quereremos ouvir da boca do João. Este tema foi cantado ainda antes de entrar em palco, a Orquestra Sinfonietta de Lisboa.

Seguiu-se “Lembra-te de Mim”, “Tudo Bem”, “Ninguém é de Ninguém” e o tema esperado por muito fãs, “Mentira”.
Estes dois últimos foram sem dúvida os temas em que o público demonstrou não só uma enorme ligação à sua carreira como uma maior cumplicidade com o músico.


“Lembro-me quando comecei a construir este tema que foi pelo refrão, mas faltava tudo o resto”. ”Um resto de Tudo” foi tocado antes do seu primeiro convidado especial da noite.

”Falar dele seria estar aqui 100 mil anos. Um coração de homem que formaliza muito as canções, que nos dão uma enorme paz. O meu irmão mais velho e amigo Jorge Palma”.
Foi assim que João Pedro Pais apresentou um Homem que Admira há muitos anos.
Com Palma ao Piano e João na guitarra interpretaram: “Onde Estás Tu Mamã? (Canção de Lisboa)” e “Encosta-te a mim” (temas de Jorge Palma).

Como segundo convidado da noite o Italiano Massimo Cavalli.
Demonstrando uma amizade muito grande também com o contrabaixista partilharam os temas “Cal”, inspirado no Livro de José Luís Peixoto, fazendo referência à sua avó e a todas as avós, de todo o público presente no Coliseu e ainda “Vens ou Ficas”.


A felicidade e momentos de grande felicidade eram o que o cantor dizia que queria proporcionar antes de chamar o tão esperado terceiro convidado. João fez questão de o ir buscar à entrada do palco. Foram mais alguns minutos de grande música e de muito rock. Zé Pedro acompanhou-o e à sua banda em “Palco de Feras” e “Nada de Nada”.


”Esta noite eu e vocês somos a Palma e Mão”. Com todo o Coliseu de braços no ar, João Pedro cantou a “Palma e a Mão” percorrendo toda a plateia deixando alguns fãs eufóricos por lhe tocarem chegando mesmo a beija-lo e a abraça-lo, enquanto a produção corria atrás do cantor para filmar o seu tão esperado DVD.
Chegou a hora da despedida mas o público em força pedia só mais uma música, batendo com os pés no estrondoso chão da sala do Coliseu.

O músico volta ao palco dizendo que o público e ele são muito mais do que números, que nunca concordou com a guerra das audiências porque são pessoas e não números. Ouvindo de imediato um grito vindo da plateia, o quanto ele é “Lindo”, deixando-o embaraçado com tantos elogios.

João acabou por dizer um adeus a cerca de 4 mil pessoas com “Louco por ti” e deixando uma promessa “Um Volto Já”.



Texto de Joana Santos (fã de João Pedro Pais)
Fotos (não identificadas) de Joana Silva (fã de João Pedro Pais)

8 comentários:

Márcio disse...

No seguimento da política que tem vindo a ser seguida pelo Clube de Fãs, temos vindo a dar oportunidade aos diversos fãs espalhados pelo país de realizarem a sua foto - reportagem dos concertos para o nosso, mas também vosso, blogue.

Neste sentido o Clube de Fãs tem o prazer de publicar a reportagem realizada pela Joana Rita Ventura Santos no Coliseu dos Recreios.

O Clube de Fãs,
Um Volto Já

Ana disse...

Bela reportagem, parecia que estava a ler e a imaginar como tudo se passou também no Porto.

Deixa saudades esse momento que por vezes sabe bem recordar

Parabéns e obrigada à Joana

Cátia disse...

Faltou mencionar a "Hoje" e a "Perdido" que o João também cantou... e o que ele disse sobre o Jorge é que "VERBALIZA muito bem as canções". Eu que sinto cada palavra e cada nota intensamente também achei o texto um bocado desprovido de emoção, mas isso é só a minha opinião.
Com mais tempo volto pra partilhar emoções sobre este grande acontecimento que foi JPP no Coliseu de Lisboa! :)

Cátia disse...

Afinal a "Hoje" está lá, peço desculpa... mas a "perdido" não está :p Foi com a orquestra Sinfonietta de Lisboa.

Cátia disse...

Ah ah! E "os corpos" também não tá! lol É só porque tá tão detalhada k acho k não devia faltar nada ;)

Márcio disse...

Caríssima Cátia,
Obrigado pelos teus esclarecimentos. No entanto, todos os fãs terão a oportunidade de ver e ouvir todas as músicas que foram cantadas e tocadas, brevemente no DVD do vivo.
Obrigado pelas tuas visitas e comentários.

Cátia disse...

Meu Caro Márcio :) Tendo estado presente no concerto é óbvio que sei da gravação do DVD e que todos os que orgulhosamente se auto-intitulam fãs do JPP irão certamente adquiri-lo mas até lá tenho todo o gosto em partilhar os pormenores do concerto com quem não tenha estado presente tal como gostaria que fizessem comigo. Assim sendo, enquanto as minhas visitas e comentários forem bem recebidos, terão continuidade.

artes_romao disse...

boa noite,td bem?
mas que momento de partilha tão bom...
adorei.
agradeço imenso.
fiquem bem,jinhos***